Tinha ali vários mensageiros

De muitas escolas

Mestres professores

Alunos

 

E um público cativo

Que já 19 anos

Observa a movimentação

Ao lado espaço

 

Onde as crianças são respeitadas

Setenta pessoas

Respondendo as cantigas

Jogo duro, jogo de malemolência

 

Tudo na vida tem sequência

Estamos falando aqui de tradição

O gueto ferve

O gueto pulsa

 

E as pessoas que aqui circulam

Transitam pelo axé

Capoeira é viva

Nos leva pelos caminhos da fé

 

Viva o gueto

Vivo o momento

É a história do presente

Que o futuro

 

Espera latente

O próximo sábado

Ė como puxar correntes

Cada elo acrescenta e nós faz crescer


Oluandei Diá Ngola

Poeta, capoeira, angoleiro, é do candomblé. Na política é de esquerda.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui