A entidade passa por um processo de afundamento de seus princípios institucionais

Foto Fundação Palmares 2012

Fundado no dia 22 de agosto de 1988 através da Lei 7.668 pelo Governo Federal, a Fundação tem como objetivos centrais segundo o texto no seu site; a promoção e preservação dos valores culturais, históricos, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira.

A fundação sempre esteve vinculada ao Ministério da Cultura desde a criação.  Com a extinção do Minc, a Fundação Palmares teve seu vínculo redirecionado ao Ministério da Cidadania.

Pois, bem, trata-se, portanto, de uma Fundação viva, presente e ativa, o que se observava até então. No entanto, o que se comprova na atual gestão é um rebaixamento das pautas, num processo permanente de descaracterização avessas as atribuições legais da Fundação. Lamentável.

Políticas públicas como a Salvaguarda da Capoeira que tem como princípios a valorização e preservação do Oficio dos mestres de Capoeira praticamente desapareceu da pauta da atual gestão. De novo, lamentável.

A prioridade dessa, (di) gestão é a exclusão de nomes da cultura negra que são referencias em seus campos de atuação. Me parece que a política pública adotada tem como valor e principio a exclusão pura e simples. Lamentável de novo.

A aposta é no tempo, para que passe e deixemos o atual presente no passado, mas com o compromisso de extrairmos desse momento alguma lição. Aos menos para os mais ajuizados do Ori.

Saravá Palmares.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui