A produtora cultural sul-mato-grossense Thayná Cambará foi selecionada pelo Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira para integrar a exposição fotográfica ‘AFROTOGRAFIA’. As imagens retratam a expressividade do povo de Corumbá em rituais religiosos.

A AFROTOGRAFIA é um dos marcos do retorno das atividades do Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira (MUNCAB) após difíceis momentos, que puseram em risco a sua continuidade.

São 17 artistas de todo o país selecionados a partir de chamada aberta do @muncaboficial , para apresentar seus trabalhos de forma virtual no museu da Bahia. Com a temática afro-brasileira, afrodiaspórica e africana, a exposição teve início em 19 de maio, na semana que homenageia os museus, e segue até agosto.


Gestora cultural e de comunicação com carreira em Campo Grande e Corumbá, Thayná hoje está a frente da Bela Oyá RP & Produções, auxiliando agentes culturais, institutos e ONGs, sobre como transformar suas idéias em ações de relacionamento e projetos culturais de sucesso


Atualmente se dedica ao projeto Encruzilhada de Estórias: Registro das Manifestações Religiosas, uma série de documentários sobre a fé e a força do povo corumbaense e ladarense diante das religiões. “Passo horas em campo para fazer as gravações, pois tenho a preocupação de ter um olhar sensível em relação às louvações e as fotos transmitem a vitalidade e a fé que existe em cada casa de oração”, destaca.

A Exposição Virtual Afrotografia pode ser conferida no link – https://museuafrobrasileiro.com.br/index.php/afrotografia/

 

Fonte: Bela OYA RP e Produções

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui