Mestre Ponciano e seu legado

271

Ponciano Carlos Santos de Almeida, o Mestre Ponciano faleceu na última quarta-feira 16/02 na cidade de Guaratinguetá, onde viveu e construiu seu legado como mestre de Capoeira, e amigo de luz, como é lembrado por todos que o acompanharam em sua jornada.

Mestre Morena, esposa e companheira de Ponciano dentro e fora da capoeiragem descreveu nas redes sociais o que foi o seu legado. Mais de 45 anos de dedicação ao ensino e a valorização da prática da capoeira. Em Guaratinguetá, através da Academia Conceição da Praia, do Grupo Cordão de Ouro e nos últimos tempos por meio da Capoeira Biriba Berimbau. Projetos Capoeira na Comunidade e Capoeira Solidária integrou boa parte da missão como detentor da cultura popular. Teve atuação também junto a Escola de Samba Embaixada do Morro.

“Destaque para o legado Capoeira Inclusiva e Adaptada. Não falhe a memória, senão o primeiro, um dos pioneiros do ensino da capoeira” para o público com deficiência no Brasil.

A Capoeira na Floresta através de intercâmbio cultural realizado na Floresta Amazônica encerra ao menos nessa crônica, o legado de mestre Ponciano para o universo da capoeiragem e para a sociedade.

Em 2008 na cidade de Ilhéus, Mestre Ponciano e Mestra Morena realizaram oficinas pedagógicas de vivência e capacitação aos capoeiristas participantes do Capoeirando. Na ocasião foi a oficina mais procurada do evento. Como jornalista e capoeirista publiquei na época a experiência, e que hoje se converte em gratidão e respeito, à luz que iluminou muitos caminhos na capoeira ou fora dela.

Abaixo, crônica escrita na época

Capoeira especial

Foto Luciano Medina

Mestre Ponciano e Mestre Morena de Guaratinguetá, ambos do Grupo Cordão de Ouro ofereceram aos capoeiristas a oportunidade de aprenderem a ministrar aula de capoeira para pessoas com limitações físicas e deficientes.

Com uma metodologia simples e divertida Mestre Ponciano demonstrou o quanto é relevante o trabalho Capoeira Especial para a sociedade. Além de difundir os aspectos pedagógicos, deu aos participantes a oportunidade de aprender como se ensina e como se joga a capoeira com o público deficiente. Ele proporcionou um pouco da realidade desse público promovendo a interação simulando o cotidiano das aulas que possui com o público especial.

“Foi uma aula marcante, o barracão lotou  com capoeiras do lado de fora querendo aprender algo que talvez já esteja interiorizado em cada participante, e que Mestre Ponciano ajudou a despertar.”

A capoeira é uma poderosa ferramenta de comunicação, interação social e aprendizado para as pessoas e seus problemas. Quem não viu, perdeu, e mais ainda, perdeu a chance de entender que cada um de nós porta algum tipo de deficiência. Um grande obrigado ao Mestre Ponciano pelo ensinamento.

Certamente os efeitos da luta de Mestre Ponciano vão ser refletido por muito e muito tempo. Particularmente, na medida do possível pude desfrutar um pouco desse legado, e foi massa. A convivência e a experiencia na capoeira é um aprendizado para a vida. O ensinamento do mestre se transforma em disciplina que transcende a roda da Capoeira.

Fotos Luciano Medina

Vivência Capoeira Especial. Mestre Ponciano ( in Memorian) e Mestre Morena

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui