Valorização da estética negra é tema de documentário amazonense. Filme posiciona a estética negra como um ato de resistência através do movimento de aceitação capilar; assista

Mulheres negras do Amazonas, artistas, trancistas e educadoras são protagonistas do documentário “Abebé”, que traz em seis minutos a relação de aceitação, por vezes dolorosa, com o cabelo crespo. O curta amazonense está disponível no YouTube e é fruto da parceria entre o movimento Encrespa Geral Manaus, que há quase uma década realiza atividades de valorização e aceitação da estética negra, e do Grupo Picolé da Massa, através da multiartista Keila Serruya Sankofa, que dirigiu o filme.

“Este trabalho é um marco, um registro muito importante, pois estamos trabalhando com o Encrespa Geral há um tempo e, poder ter as nossas narrativas registradas pelo olhar da Keila foi muito especial. São narrativas que vão além da resistência de ser quem nós somos, é uma narrativa de histórias, que fala do nosso processo de aceitação e de identificação com pessoas que passaram por isso”, afirma a comunicadora Jessica Dandara, articuladora do movimento Encrespa Geral Manaus e produtora do documentário.

Leia mais: https://almapreta.com/sessao/cultura/valorizacao-da-estetica-negra-e-tema-de-documentario-amazonense

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui