Em nome de Besouro Mangangá

51

E a capoeira
é mais que destreza
Tem toque
Tem canto

Tem ginga
Naquela roda
O mundo gira
E nos ensina a completar

Para não ter que viver sozinho
Valei-me os espíritos
Eu saúdo os ancestrais
Em nome de besouro preto

Em nome de mangangá
Porque sou angoleiro
E salve o caboclo rei das matas
Que caminha sem deixar pegadas

Que zuela na enseada
Em noite estrelada
Para pedir a proteção
Salve a sereia encantada

Mesmo que eu tenha faca
E seja bom no facão
Abençoado seja nosso povo
Que a paz seja contemplada
Para capoeira ser só vadiação


Oluandei Diá Ngola

Poeta, capoeira, angoleiro, é do candomblé. Na política é de esquerda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui