Com e-books gratuitos, é lançada a Coleção Jurema – sabedorias ancestrais e direitos humanos. Coleção é organizada pela Diretoria de Cultura e pela Diretoria Executiva de Direitos Humanos da Unicamp

Foi lançada pela Diretoria de Cultura (DCult) da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (ProEC) e pela Diretoria Executiva de Direitos Humanos (DeDH) da Unicamp a “Coleção Jurema – sabedorias ancestrais e direitos humanos”. Dois e-books, disponibilizados de forma gratuita, inauguram a coleção. O primeiro volume intitula-se “Casa dos Saberes Ancestrais: Diálogos com Sabedorias Indígenas”, e foi lançado no dia 18 de março. Já o segundo volume, lançado no dia seguinte, tem como título “Os direitos humanos à prova do tempo: Reflexões breves sobre o presente e o futuro da humanidade”.

O livro Casa dos Saberes Ancestrais: Diálogos com Sabedorias Indígenas é a obra inaugural da coleção e foi organizado pelo diretor da DCult, professor Wenceslau Oliveira, e pela professora da Faculdade de Educação (FE) Alik Wunder. “A obra é desdobrada de um processo de abertura da Unicamp que se iniciou faz muitos anos”, disse Wenceslau na abertura do lançamento do e-book, referenciando a greve estudantil de 2016 que culminou na aprovação das cotas étnico-raciais em 2017.

O professor também lembrou da importância do Projeto Oca, hoje rebatizado de Casa dos Saberes Ancestrais, que nasceu em 2017 a fim de que a Universidade se tornasse um espaço aberto para a diversidade de saberes. Além disso, pontuou a importância da concretização do ebook no período da pandemia. “Esse e-book foi um modo de nos fazermos vivos em meio à morte e ao luto trazidos tanto pela pandemia quanto pela necropolítica de nossos governantes, que se aproveitaram dela para deixar morrer muitas gentes de muitos povos indígenas”, completou. Leia mais: acesse o link

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui