Capoeira para as crianças na Pandemia

0
6

Campinas e Região

Bem estar e saúde. Se nessa pandemia seus filhos só querem saber de tablet, youtube, tv, etc, deixe-os ativos e desenvolva a capoeira que existe dentro deles. “Os principais componentes do desenvolvimento psicomotor são naturalmente estimulados pela capoeira porque ela permite liberdade e criatividade corporal” Mestra Lu Pimenta CDO Campinas.

O Personal Kids é um atendimento infanto-juvenil que utiliza a capoeira lúdica como ferramenta para o desenvolvimento psicomotor, cognitivo e interpessoal da criança. A metodologia de ensino consiste na prática da capoeira dirigida às crianças de qualquer idade e utilizada pela Mestra de Capoeira e Professora de Educação Física Luciana Mara Pimenta Rocha nas escolas em que leciona.

O objetivo visa contribuir com a manutenção saudável do corpo infantil, parado na pandemia, e resgatá-lo por meio dos movimentos. Outra preocupação da profissional é a saúde mental dos pequenos impactados por força do isolamento social.

O método de atendimento respeita o distanciamento social e a atividade deve ser realizada prioritariamente ao ar livre. Usa-se a movimentação da capoeira na sua dimensão lúdica e recreativa, e se vale da música, da dança e das brincadeiras didáticas fundamentadas na pedagogia e na educação física. Dessa forma todo potencial cognitivo, psicomotor e interpessoal dos pequenos é ativado, desenvolvido e aprimorado em forma de brincadeira.

O uso regular e excessivo dos aparelhos eletrônicos como tablets, notebooks e a exposição prolongada às telas através dos programas de tv para ocupar o tempo e a mente da criançada pode, num primeiro momento, ajudar os pais em home office, mas traz consequências silenciosas para o desenvolvimento natural da criança.

A Mestra Lu Pimenta, como é conhecida no mundo profissional da capoeira percebeu a necessidade que surgiu diante da pandemia que isolou famílias e restringiu o espaço de atividades físicas, tão necessárias para os pequenos. Ela tem um filho de 7 anos, além de amigas e amigos na mesma condição, e sentiu a dificuldade que o impacto das medidas de distanciamento trouxe e exerce sobre o cotidiano, razão que  a levou a desenvolver uma atividade que fosse ao mesmo tempo adequada e saudável para a criança, e que respeitasse as orientações de segurança no combate ao Novo Coronavírus.

Entender a função do brincar no processo educativo é conduzir a criança, ludicamente, para as suas descobertas cognitivas, afetivas, de relação interpessoal e de inserção social, já que a brincadeira leva a criança ao conhecimento da língua oral, escrita e da matemática. Assim, as atividades realizadas de forma dirigida, ou seja, com a orientação de alguém, são indispensáveis para o desenvolvimento intelectual e social da criança sabendo também que o brincar livre faz com que a criação seja seu próprio orientador e ela sozinha consiga explorar o meio em que se encontra” explica a Mestra Lu Pimenta. Para informações e detalhes, a Mestra Lu Pimenta atende pelo whatsapp (19) 983 745 863

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui