Pesquisadoras de dança nordestinas lançam documentário sobre raízes do maculelê. “Maculelê: entre paus, grimas e cacetes” foi produzido por Gabrielle Conde e Bruna Mascaro, que apresentam as relações da expressão artística a partir de estudos nas cidades de Salvador e Santo Amaro, ambas na Bahia

Texto: Victor Lacerda | Edição: Lenne Ferreira | Imagem: Divulgação

Preservar a memória da dança afrodiásporica é uma das motiviações que levou a brincante e contramestra da Escola de Capoeira Angola Ifé, Gabrielle Conde, e a artista de dança, educadora e intérprete, Bruna Mascaro, produzirem um vídeo documentário sobre as origens do Maculelê.

Expressão artística que simula uma arte marcial através da dança, faz parte da identidade cultural negra nordestina e será abordada através de representantes históricos das cidades de Salvador e Santo Amaro, ambas na Bahia. A produção audiovisual fica disponível no canal do projeto no YouTube a partir deste sábado (17), às 18h.

“Foi pensando para trazer de volta a prática corporal do maculelê, mas, também, para termos um registro oral, como uma espécie de atualização dessa cultura. Isso, tendo em vista que muitos grupos aderiram à uma prática de ‘capoeira gospel’, trazendo elementos do fundamentalismo religioso às práticas de origens africanas e afroameríndias. Por isso, queremos, com o projeto, reacender essa chama da importância da gente salvaguardar as tradições e romper com uma lógica racista”, afirma a realizadora Gabrielle Conde.

Leia Mais

https://almapreta.com/sessao/cultura/pesquisadoras-de-danca-nordestinas-lancam-documentario-sobre-raizes-do-maculele

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui